9.8.11

Orações descoordenadas e insubordinadas para todos os períodos – quarta edição

(Não se preocupe, isso passa, é só uma frase)

“Questão de fé: a razão de um terço resulta num dízimo periódico.”

“A permanência de Mubarak no Egito custaria Cairo.”

“Ainda não caiu a Ficha Limpa.”

“Crime ambiental: tira tirânico bota botânico em estado vegetativo.”

“Progresso insustentável: no canto de um canteiro, na calada da noite, silenciosamente, uma muda teme por seu futuro.”

“Regras conjugais e suas conjugações verbo-nominais: a norma que armando lia pra valéria valeria se lia estivesse armando contra norma.”

“Dinheiro de corrupção não é da nossa conta.”

“David Boi e Mick Jegue são ícones do roça’n roll.”

“Decadência do impropério romano: primeiro-sinistro em tentativa frustrada de transferência de poder da itália para a genitália.”

“Com a licença poética vencida, a palavra segue presa.”

“Remédio para coração. Para para pensar... Atento à diferença de para para para, o melhor remédio é não arriscar.”

“Miocárdio: cada real gasto é convertido em pontos de safena.”

“Ame o próximo, mas, antes, ame o atual.”

“A higiene dental sem fio utiliza o padrão yellowtooth.”

“Em assuntos polêmicos, depois do palpite vem a palpitação.”

“Amor sustentável é aquele que se recicla, buscando o equilíbrio.”

“Aposentadoria é quando os ossos do ofício pegam osteoporose.”

“A razão é um cobertor curto, que se toma só pra si, daí o egoísta estar sempre coberto de razão.”

“O mar morto devia se chamar marasmo.”

“Piada de português: o português comete erro de português, o brasileiro, não.”

“Nada acontece em vão, a não ser no MASP.”

“Vendo minha alma. Não me pergunte a que preço. Pergunte-me com que olhos.”

“Noite é mais tarde do que tarde, mas tarde da noite é mais tarde do que noite.”

“Supremo sacramenta união homoafetiva: mudança de Ayres.”

“Acorde ao nascer do sol. Acorde quando lá surgir. Acorde em dó-ré-mi-fá. Acorde ao cair em si. Acorde.”

“Um rei nunca perde Sua Majestade. A não ser que caia na real e largue a coroa.”

“Programa do Windows é como elevador: antes de entrar, verifique se o mesmo encontra-se parado.”

“Teorema de Buckingham: "De olho na vida real, o povo esquece a vida real".”

“Um quarto de homens e mulheres tem armário (falo de cômodos). Menos de um quarto, porém, sai do armário (falo de incômodos).”

“Quem tem burca vaia França.”

“Françamente! Depois de furtar a riqueza dos colonos, quer furtar aos colonos a riqueza. Esquece que o trem da história tem duplo sentido...”

“Quando não estou com insônia, estou com sônia: ela é a mulher dos meus sonhos.”

2 comentários:

Rodrigo disse...

Puxa, e eu que nem sabia que vc ainda passava lá pelo blog. É uma honra receber elogios seus, gosto muito dos seus textos também!

Abraço

Roberta Gomes disse...

Oi Paulo, estou feliz por ter a oportunidade de conhecer seus blogs, fui encantada, e agora estou cativa de seus textos.

Beijos